sexta-feira, fevereiro 2

Que feio... Brigando de novo!


O vice-governador Paulo Feijó pediu a governadora para tirar Fernando Lemos da presidência do Banrisul por que ele teria cometido irregularidades em sua gestão -que começou em 2003-.
Por sua vez, a governadora desqualificou o vice.
Até aí nada de novo, pois eles nunca se acertaram mesmo.
Yeda deu um prazo de 48 horas para que ele comprove suas suspeitas, mas desde o ultimato não recebeu o vice que diz ter deixado sua agenda a disposição da governadora.
Do jeito que começou este “desgoverno” este episódio não surpreende ninguém.
Fica apenas a suspeita, se ela aceitou um vice ao qual não confia e nem respeita, como poderá vir a ser as relações dela com aqueles secretários que ela aceitou por imposição dos partidos que lhe apoiaram?
Por que aquela lenga-lenga de escolher um secretariado técnico não engana nem o mais trouxa dos trouxas. Não é porque caíram em sua conversinha eleitoral que irão acreditar em qualquer coisa.

Um comentário:

Jens disse...

Essa briga de cão e gato entre Yeda e Feijó seria cômica, se não fosse trágica. É de estarrecer a incompetência politica da dupla. Pobre RS.